outubro 04, 2013

Progresso Garcia: Centenário de Nascimento!

Progresso Garcia: Centenário de Nascimento!



Progresso Garcia (19/01/1913 * 29/02/1992), foi um homem público que marcou sua passagem pela politica botucatuense. Apaixonado por Botucatu sempre soube defendê-la e exaltá-la. Na comemoração de seu CENTENÁRIO DE NASCIMENTO não poderia deixar de prestar a minha homenagem. Logo após seu falecimento, em 1992, publiquei no “Jornal de Botucatu”, o artigo “O REPOUSO DE GUERREIRO”. Nele procurei destacar sua trajetória política e a importância que representou para atual fase por que passa o país na reconstrução de sua Democracia.

Alguns trechos do artigo:

O guerreiro repousou. Deixa o retrato de toda uma vida e os filhos e netos bem formados a carregarem com orgulho por todos os cantos a sua venerável imagem.
Progresso foi um lutador a vida inteira. Autodidata, brilhou na música, nas letras e na política que era a sua grande paixão.
Foto do Progresso e do Cobra,enviada pelo filho do Cobra,  Benedito Ballesteros (Bene); o Cobra foi um dos melhores jogadores de futebol da AAB, na época a AAB foi vice-campeã estadual de futebol !

Nas letras e no civismo, Progresso era fanático por Botucatu, a sua cidade querida. Fanatismo no bom sentido. Autor de conhecidas poesias cívicas, tinha a “verve” criativa e apaixonada...
Na política, Progresso mostrou competência e vocação. Orador brilhante e perspicaz, sabia transmitir com simplicidade as idéias e apresentava as críticas com humor e ironia. 
clique na imagem para ampliá-la
Na elaboração do Plano Diretor de Botucatu, em 1969, o vereador Progresso Garcia, o vice-prefeito Eugênio Monteferrante Netto e o Dr. Hélio Malheiros participam de reunião com técnico vindo do ABC.
Por mais de 25 anos exerceu a vereança conseguindo – fato raro! – ser por três vezes eleito presidente de nossa Câmara Municipal. Eleito vice-prefeito de Botucatu, exerceu interinamente e bem a prefeitura. Sua atuação política foi efetiva em toda a nossa região. Progresso percorreu todos os caminhos e participou de todas as lutas de seu tempo. Nunca se omitiu.
clique na imagem para ampliá-la
Vereador Armando Delmanto discursando na Câmara, tendo ao seu lado, o Vereador Progresso Garcia (sentado) e, na platéia, os militantes Jamil Cury e Cecília Magaldi que seriam, respectivamente, prefeito municipal e secretária da saúde (1982)

Tive o privilégio de exercer, por 6 anos, a vereança ao seu lado. Lado a lado, literalmente. Sentava ao seu lado e, feliz coincidência, batalhamos lado a lado esses anos todos. Tinha admiração e respeito por Progresso Garcia. Foi um aprendizado, sem dúvida. Ao seu lado aprendi a fazer política em lições de idealismo e amor a Botucatu, vindas de um grande mestre.
A batalha pela manutenção do Brasão Histórico de Botucatu (o Brasão do 1º Centenário) foi uma mostra do nosso entrosamento.

O Brasão de Botucatu/Brasão Histórico-Parte I/ leia aqui
O Brasão de Botucatu/Brasão Histórico- Parte II/ leia aqui

Após a extinção dos partidos políticos pela Revolução de 64, Progresso Garcia foi um dos fundadores do MDB, o “mandabrasa”, o partido da oposição. Carregou o partido (a sede era em sua casa), viabilizou o partido e fez do MDB um partido vencedor. Com a fundação do PMDB, executou idêntico papel. Era um gigante no ideal o fisicamente pequeno Progresso Garcia.
O guerreiro repousou. Dele ficará o retrato do entusiasmo e do idealismo. Soube semear e destacar-se na comunidade à qual serviu com dedicação.”

Com a extinção dos partidos políticos, em 1980, ingressei, a seu convite, no PMDB. Progresso foi o último presidente do MDB e o primeiro presidente do PMDB. Éramos vereadores e Progresso viabilizou o novo partido e possibilitou a que fosse um partido vencedor. Fiz parte do primeiro Diretório Municipal do PMDB.
Era amigo de Franco Montoro, de Mário Covas, de Fernando Henrique Cardoso e de Ulisses Guimarães entre tantos outros companheiros.

Era um privilegiado, pois pode participar da redemocratização do país após a Ditadura de Getúlio Vargas e, da mesma forma, pode participar, como comandante regional, da redemocratização do país após a Ditadura Militar.

Cumpriu o seu papel de cidadão prestante. Como no artigo em sua homenagem, podemos dizer: “O guerreiro repousou. Deixa o retrato de toda uma vida e os filhos e netos bem formados a carregarem com orgulho por todos os cantos a sua venerável imagem!”
PROGRESSO GARCIA!
Saudades!



25 comentários:

Delmanto disse...


Justa a homenagem prestada a Progresso Garcia pelo seu Centenário de Nascimento. A Prefeitura Municipal, com certeza, denominará uma das vias públicas de Botucatu com o seu nome. É importante o registro dos nomes dos cidadãos prestantes de Botucatu. E Progresso Garcia foi um expoente na lutas pela democratização do país após a Ditadura de Getúlio Vargas e, também, foi um expoente na luta pela democratização do país após a Ditadura Militar.
Um fato ocorrido com o então vereador Progresso Garcia, relatado por seu sobrinho Walter Piva Rodrigues, meu colega na Faculdade de Direito e, hoje, Desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, precisa ser complementado: “Denunciado pelo prefeito de então por Calúnia e Difamação, o Progresso, eu e mais alguns companheiros do PMDB, fomos até um advogado para que fosse feita a sua defesa. Como era amigo e conhecido, Progresso tinha certeza de que ele nada cobraria... Após relatar o assunto, perguntou quanto ficaria a defesa. Surpresos, todos recebemos a resposta:
- São 30 mil...
Com a sua costumeira rapidez, Progresso perguntou em seguida:
- Para ir embora tem que pagar alguma coisa?
Ante a resposta negativa, levantou-se e saiu...
Resumo: Para que não comparecesse sem advogado na audiência, fui como seu advogado. Tudo terminou bem, mesmo com toda a teimosia do Progresso em manter sua palavra...
É REGISTRO HISTÓRICO!

Anônimo disse...

Wlademir Vicente Salles (Facebook) Tirei muita foto tres por quatro com esse baixinho pai de Vanice e Magali. Figuraca da Rua Curuzu. Armando tu que tens um arquivo grande apareca mais no FB com essas fotos e historias e se candidate a deputado. Transfiro meu titulo do Rio. Abracos. Benato

Anônimo disse...

Antonio De Oliveira Moruzzi (Facebook) Faço o mesmo que seu amigo Wlademir... mudo meu título para Botucatu , ou melhor ...me mudo e viro cabo eleitoral seu...melhor deputado Botucatu jamais teria!!!!

Anônimo disse...

Marlene Caminhoto Nassa (Facebook) Justa homenagem... Ele tem uma frase inesquecível e atual: "Em política só não vi o boi voar"! Grande homem de estatura física baixa...

Anônimo disse...

Ana Maria Nogueira Pinto Quintanilha (Facebook) Eu me lembro bem dele! Baixinho, era duro na queda! Homenagem justa!

Anônimo disse...

Sandoval Nassa (Facebook) Muita saudades desse pequeno (1,55 cm) e grande homem. Foi um dos meus ídolos na política. Aprendi muito com ele , principalmente coragem, determinação e retidão

Anônimo disse...

Carlos Teixeira Pinto (Facebook) Amigão do meu pai . Amigo da minha família .
Merece todas homenagens do nosso povo botucatuense .

Anônimo disse...

Ana Maria Tancler Stipp (Facebook) Tive o prazer e honra de trabalhar com Sr. Progresso Garcia por longos anos na Câmara Municipal. Era um político além de seu tempo e tinha umas "tiradas" incríveis como "isso tá cheirando linguiça embaixo do arroz", "o molho vai ficar mais caro q a macarronada", "vai comprar o burro e ter q levar o galo cego", sempre se referindo as propostas legislativas encaminhadas à Câmara. Devo lembrar que qdo ele faleceu, foi dado seu nome ao Mercado Municipal o que, segundo minha modesta opinião, nunca fez jus a grandiosa participação desse cidadão no desenvolvimento de nossa querida Botucatu. Abraços Armando e mais uma vez, parabéns pela matéria .

Anônimo disse...

Marlene Caminhoto Nassa (Facebook)
escreveu: "outro abraço de retorno, Armando Moraes Delmanto, e parabéns a você que sempre destaca pessoas e fatos importantes de nossa história, tanto da cidade quanto do país... Progressinho, como era carinhosamente tratado era uma "figuraça"! No mundo político atual faz muita falta... beijo"

Anônimo disse...

Anacleto Garzezi Cassetari (Facebook) Tive o prazer de conviver com o Progresso no PMDB. Frequentei muito a casa dele e lá sempre havia várias pessoas conversando. Parecia que todo dia havia uma reunião. Era inteligente, sábio e briguento. Uma "raposa velha" que muito nos ensinou sobre política, vida e democracia.

Anônimo disse...

Cida Guazzelli (Facebook) Eu convivi muito com ele. Era uma pessoa justa mas botava a boca no trombone quando a coisa estava errada. Essa era uma frase que sempre dizia.!!!!!'

Anônimo disse...

• Grace Maria Mattos (Facebook) eu me lembro dele

Anônimo disse...

Eunice Lima (Facebook) Morador da minha famosa Rua Curuzu

Anônimo disse...

Mirian Emilio de Oliveira Facebook) compartilhou sua foto.
justo!

Anônimo disse...

Caro amigo Armando,

Desculpe a demora! Aqui vão algumas palavras sobre Progresso Garcia: A Águia de Botucatu.

Saudações,

Olavo Pinheiro Godoy


100 ANOS DA ÁGUIA DE BOTUCATU

Progresso Garcia foi um típico homem botucatuense. Filho dos espanhóis Emilio Garcia & Garcia e Ana Toledo Garcia, não foi o primeiro filho e nobre botucatuense que se fez de revolucionário e lutou para defender a Constituição Brasileira nas trincheiras de 32. Aprendeu a profissão de fotógrafo com Hernandez e João Pinto da Rocha e, posteriormente, instalou-se com atelier fotográfico na rua Curuzu.
Tinha verdadeira paixão pela liberdade. Para ele a liberdade era a participação dos cidadãos no governo e, por isso, abraçou a política, para defender o povo, sua cidade, a democracia.
Defendia com unhas e dentes o povo de sua terra, e tudo isto dava a força real da opinião pública que não é outra coisa que a voz dos povos livres.
Seus discursos na Câmara de Vereadores eram apologéticos, corajosos, diplomáticos em defesa do bem comum. Sinto saudades de sua voz sem medo, em época de ditadura militar, a troar, verborrágico, contra as forças das marés arenistas que agitavam o charco pútrido da política de então. Lutava contra as posturas de censores burocráticos. Pequeno grande homem!
Grande defensor do esporte botucatuense na antiga Comissão Central de Esportes ( CCE ), fundador, em 1943, da Liga Botucatuense de Futebol e ardoroso defensor da Associação Atlética Botucatuense.
Progresso Garcia foi um dos mais ilustres e controvertidos homens públicos da história de Botucatu.

Olavo Pinheiro Godoy
Da Academia Botucatuense de Letras

Anônimo disse...

E-MAIL DO DESEMBARGADOR WALTER PIVA RODRIGUES (SOBRINHO DO PROGRESSO) PARA VALDÍVIA, filha do PROGRESSO e a respectiva resposta:

Val, antes de passar o e.mail para o Progressinho, liguei para a sua casa mas ninguém atendeu. Procurei seu e.mail aqui em casa e também não achei embora vc tivesse no ano passado e a meu pedido me indicado as fontes para eu verificar o que estava escrito sobre a vida pública do tio Progresso. Também muito me emocionou a atenção do Armanho para com o tio Progreso. Lembro-me da tia Carmem me contando sobre a amizade que mantinham com a Da. Fióca ( assim me parece ser o nome da mãe do nosso amigo Armando ) e o Dr. Antoninho Delmanto que aliás foi meu médico, Lembro-me das consultas que ali fiz na consultório na General Telles e o quanto meus pais confiavam no "médico de família Dr. Antoninho ". Quanto aos Piva, não só em Palmital, mas aí mesmo em Botucatu, segundo leio em Sebastião de Almeida Pinto, eles já eram do ramo de fogos de artifício. Tratava-se de irmão de meu avô Gaspar casado com a sua tia Luisa ( irmã da tia Carmem que faleceu quando minha mãe tinha oito anos e por isso minha mãe morou com a avó Augusta e depois com o tio Progresso e tia Carmem na rua Curuzu ) Meu avô Gaspar já morava em Palmital mas era pedreiro quando ficou viúvo .Meu avô teve que deixar minha mãe com a vó Augusta, ficando com o Dorivaldo, seu outro filho, e a tia Tuda ( mãe do Carlos Stein ) todos morando juntos na Cardoso de Almeida, também com o Hipólito e tia Maria ( da cocada ), como vc sabe. Os Piva continuam em Palmital ainda com revenda de fogos. Estive lá visitando-os no ano passado quando fui fazer por delegação do Corregedor do Tribunal uma correição no Foro de Palmital e o primo de mi nha mãe Valdemar me fez chegar às mãos , todo emoldurado, um folhetim sobre as festas que promoviam no Asilo " Pe. Euclides ", sob comando do meu tio avô Luis Piva, posteriormente deixou Botucatu e foi residir em Palmital. A propósito, vou digitalizar o convite e mandar ao Armando que já ganhou tradição de registrar fatos que marcaram época da nossa Velha Botucatu. Quanto ao Carlos, vou ligar hoje para falar com a Zélia e orar. abraço grande e outro abraço no Augusto; lembro-lhe que há quarenta anos atrás ( 29.12 ) vc dois foram nossos padrinhos de casamento, em Assis. walterpivarodrigues



Em 5 de outubro de 2013 23:04, Valdivia escreveu:
Walter, boa noite.
Saudades.
O Progressinho mandou-me seu email com o blog do Armando. Estou ainda muito emocionada. Quando comecei com a palavra saudades, quis dizer de vocês todos, porque há muito não nos vemos ou falamos e também de tudo o que vivenciei naquele blog. Estou escrevendo, mas com peito apertado e segurando lágrimas, pois elas não traduzem o momento de felicidade, que você e o Armando me proporcionaram.Foi meu passado renascendo. Presentão! Gostei de tudo. A vida pública de meu pai tão reconhecida e lembrada com entusiasmo por vocês. No seu artigo quero salientar também as viagens para o litoral. Cá, entre nós foram boas e da maneira como as relatou, posso dizer que você foi retratista, era como se eu estivesse vendo os momentos que vivemos, até as paisagens.
Mudando de assunto, no domingo passado foi a um almoço de aniversário aqui no meu prédio e na conversa vai e vem, uma família de Palmital, quando disse que tinha uma prima de lá, quiseram saber quem era. Falei que ela era Piva e eles mencionaram os fabricantes de fogos de artifício com orgulho, pelo tipo de fogos que criavam. Eu nada sabia porque nunca me falaram, ou porque me esqueci. Atualize-me sobre a sua árvore genealógica.
Agora uma notícia triste. Não liguei para casa de sua mãe, porque mesmo se falasse com a Maria Luisa, ela poderia escutar. O Carlos Stein está muito mal, nada mais podem fazer por ele. Peçamos a Deus a misericórdia. Walter obrigada pelo carinho que você tem por nós, principalmente pelo meu pai. Amo vocês. Espero vê-los em breve. Bjs. Valdívia.

Anônimo disse...

Armando,



Li e gostei.



Seu pai levou o meu à Política para o partido que representava oposição ao Getúlio e o meu pai inscreveu você no PMDB, oriundo do MDB, também contra uma ditadura. Só posso dizer: repetiu-se a história, sem distorcer as idéias e os ideais.

Você não pode imaginar como foi gratificante deparar-me com a lista dos vereadores eleitos em 1947. Embora eu tivesse seis anos de idade, lembro-me bem da alegria em casa e dos comentários dos amigos (o Doutor Antoninho levou mais tantos com ele, é claro que não me lembro do número, mas constatei em seu site que foram quatro).

Você falou do idealismo que os norteava e também da não remuneração pelo cargo, mas não quis dizer o quanto eles deixaram de cobrar pelos serviços profissionais. Seu pai nas consultas e cirurgias oferecidas a um número incontável de famílias e meu pai nos retratos (não usavam a palavra foto). Para nós, quando encontramos alguém que nos diz, seu pai não me cobrava nada, eu fico muito feliz e tenho a certeza de que você também.

Lições que tivemos, como você disse: “de idealismo e amor”.

Agradeço-lhe por todas as menções que fez a meu pai. Senti que foram de coração ao amigo e também por admiração ao homem, ao político e ao botucatuense.

Aviso-lhe que serei sua leitora assídua, porque admiro obras como a sua: resgate de fatos antigos para se tornarem história e temas que buscam sempre a lei e a verdade. Continue assim e sempre com Deus. Abçs. Valdívia.(filha de Progresso Garcia)

Anônimo disse...

A foto de meu pai com o Cobra está genial. Lembro-me muito bem do Cobra e só por essa foto, entendo hoje o seu apelido. Na época, não compreendia por que ele era chamado assim. Na minha cabeça infantil ele era tão bom, por que Cobra? Agradeço ao filho Bene a feliz lembrança, que enriqueceu mais o artigo no Blog do Delmanto.
Obrigada, Valdívia.

Anônimo disse...

Benedito Balesteros Bene (Facebook) Essa é antiga Armandinho, meu pai e o Progresso em 1949 (sobre a foto de Progresso e Cobra que foi incluída no post)

Divanil Garcia disse...

Eu, Divanil Garcia de Toledo, tenho 69 anos e sou sobrinha legítima do falecido Progresso Garcia e posso com certeza dizer que meu avô, tinha o nome de *EMÍLIO GARCIA E GARCIA, NÃO SEI PORQUE DUAS VEZES GARCIA, NO REGISTRO DO MEU IRMÃO CONSTA O NOME DOS NOSSOS AVÓS, E MINHA AVÓ CHAMAVA SE ANA DE TOLEDO, POR ISSO MEU PAI IRMÃO DO MEU TIO PROGRESSO , PAI DA VALDÍVIA E VANICE, CONSTITUIU I O NOME DA MINHA AVÓ,* TOLEDO* COMO EU E MEUS IRMÃOS TODOS TEMOS O NOME GARCIA DE TOLEDO, MEU NOME É DIVANIL GARCIA DE TOLEDO, E, REGISTRO AQUI, MEU PROTESTO PORQUE ESCLUIRAM, EU E MEUS IRMÃOS DO INVENTÁRIO DA CASA QUE PERTENCIA À MINHA AVÓ ANA DE TOLEDO..QUANDO A CONHECI EM 1969 ESTAVA ACAMADA POIS HAVIA QUEBRADO A BACIA, ERA LINDA COM SEU OLHOS AZUIS, MEU TIO PROGRESSO, TANTO QUANTO , TIO EMÍLIO, TIO ELISEU, E MAIS OUTROS QUE NÃO ME RECORDO NO MOMENTO, SE ESQUECERAM QUE A PARTE QUE PERTENCIA AO MEU PAI LIBERTO GARCIA DE TOLEDO, E FICARIA PARA OS FILHOS, FOMOS ESQUECIDOS, PELOS MEUS PRIMOS ADVOGADOS, E FICAMOS SEM NADA, FIQUEI INDIGNADA, COM A ATITUDE DO MEU RIMO PROGRESSINHO QUE TOMAVA CONTA DOS BENS DA FAMÍLIA, ERAM RICOS, E NÓS , POBRES......PERDOEM-ME O DESABAFO, POIS MORO EM UMA CASA POBRE E ESTOU DOENTE,,,OBRIGADA

Divanil Garcia disse...

SINTO MUITAS SAUDADES DO MEU TIO PROGRESSO E DOS MEUS AVÓS, EMÍLIO GARCIA E GARCIA E ANA DE TOLEDO..... MEU NOME É DIVANIL GARCIA DE TOLEDO, PORQUE MEU PAI LIBERTO GARCIA DE TOLEDO, ADQUIRIU EM JUÍZO O SOBRENOME DA MINHA AVÓ, NO DOCUMENTO DE NASCIMENTO DO MEU IRMÃO DOMINGOS GARCIA DE TOLEDO, CONSTA OS NOMES DOS MEU AVÓS COMO MINHA MÃE QUE TEVE COM MEU PAI LIBERATO, CINCO FILHOS, TODOS TEMOS O TOLEDO, POIS , TIO PROGRESSO, TIO EMÍLIO, , ENFIM SOMENTE MEU PAI TINHA O SOBRENOME TOLEDO.... SOU UMA SENHORA DE 69 ANOS, MEU EMAIL é divanilgarcia@hotmail.com e sou uma senhora...abraços e parabéns, pelo blog está ótimo..obrigada...

Divanil Garcia disse...

Parabéns pelo belíssimo blog e por tantos agradecimentos ao meu tio Progresso Garcia,Grande homem público, fotógrafo, embora de baixa estatura, pois somos todos pequenos, mas nossa memória é sempre grande e coração também, necessito saber , Valdivia, Vanice, Progressinho, Walter Piva, e outros primos, preciso muito pelo menos de uma parte da herança deixada por nossos avós, Emílio Garcia e Garcia e Ana de Toledo,perdoem -me a sinceridade, mas sou muito pobre e não me envergonho disso, peço perdão por ser apenas sincera , estou indignada com meus primos advogados, desembargador e eu filha do Liberato Garcia de Toledo, filho legítimo dos meus avós Ana de Toledo e Emílio Garcia e Garcia, porque vocês *ricos* ** estudados** permitiram deixar à mim e meus irmãos Domingos, Douglas*falecido*, Derneval, * falecido* Divanio , Delorges, Darlene e Darcília, todos nós que papai abandonou e acabou suicidando_se em Farol de São Tomé, Rio de Janeiro, ficamos à driva, em um barco sem ** LEME** , abandonados por pai e também por advogados**primos** da família Também herdeiros. por favor, preciso de ajuda, vocês, se me permitem, não fizeram jus , ao nome **GARCIA***, fomos excluídos da família...? onde está o inventário que assinamos? onde está a parte que cabe à cada um de nós? sinto tristeza,,muita tristeza, não por haver sido excluída da Herança mas sim por ter sido excluída da **família Garcia** quem sabe alguém lê esse meu comentário e possa me ajudar,? minha casa está caindo,,,,*****FAMÍLIA GARCIA*** nos ajude por favor,só queremos o que é de direito....obrigada...obrigada...

Divanil Garcia disse...

Como a Vida**muitas vezes, é incoerente e indefinida para muitos, de todos os filhos de Ana de Toledo e Emílio Garcia& Garcia , meu pai Liberato Garcia de Toledo, foi o pior homem de nossa família, teve com dona Margarida dois filhos Domingos Emílio e Douglas que tinha paralisia infantil, conheceu minha mãe criada de um colégio de freiras em São Paulo pediu à minha mamãe, que, nem seu próprio nome sabia, separada dos pais, quando pequenina, para cuidar dos seus filhos dizendo que eram crianças abandonadas, minha mãe ingenuamente cuidava das crianças como seus próprios filhos mas se envolveu com meu pai, Liberato Garcia de Toledo e com ele teve mais quatro filhos, Derneval Faledido, Divanio, delorges, eu senhora Divanil, e nos abandonou em **garimpo***da Coruja Velha** em, Cristalina - Goias, eu tinha um mês e meio de nascida, minha mãe criou à todos como seus próprios filhos.mesmo assim nos criou com **dignidade civil e ética moral** não roubando não matando e sempre trabalhando , ficamos em Gois até que um tio meu àrabe Supehrr kabazze, foi nos buscar, minha mãe já estava com um passo para adquirir T.B. porque era garimpo e nada havia para comermos,eu pequenina adquiri uma toxina que até hoje não descobrira, e também meus irmãos Derneval Faleceu com o mesmo problema, Divanio meu outro irmão se recupera de mais duas cirurgias, fomos afastados da família por culpa do nosso Pai? que absurdo, Walter Piva Rodrigues, Vanice Garcia Lucchiari, Valdivia, Progresso José Garcia,, professor de medicina da UNESP aposentado como você morando em Botucatu, conseguiu demolia a casa que nossos avós comprara e construiu concessionária e estacionamento em àrea de herança? deixando à nós pobres sem estudos compatíveis aos seus, estamos aguardando a parte que cabe à nós, e você usufruindo de um bem que não é só seu? passo necessidades, sou catador de lixo, peço dinheiro on-line, devo à três Bancos meu nome está restrito sabe? temos mais duas irmãs filhas do meu pai Liberato Garcia de Toledo, Darlene e Darcilia que precisam de ajuda, por favor faça esse inventário que dura 23 anos 08/12/1993 iniciado por nosso primo Eliseu Ozeas Garcia? que falta de bom senso e ética moral, os terrenos não pertencem somente à vocês pertence à todos e queremos o que de direito nos pertence, enviem essa mensagem ou comentário ao Progresso José Garcia morador em Botucatu, meu primo de primeiro grau,que precisamos receber a parte que a nós pertence...obrigada, meu E mail * divanilgarcia@hotmail.com. meu nome Divanil Garcia de Toledo com 69 anos esperando buscando soluções para sair de uma situação financeira inadmissível ao ser* ELO** de vocês, Valdivia, Vanice, Progresso Progresso Sobrinho Walter Piva Rodrigues, peço ajuda , apena para receber o que é meu....obrigada Delmanto por haver esse espaço para todos, que *** Deus seja conosco***

Divanil Garcia disse...

Delmanto, perdoa-me mas gostaria muito de pedir um grande favor, *como meus av~´os também fizeram parte de Memórias Botucatu, procurem uma foto, que mostra meus avós, Ana de Toledo e Emílio Garcia & Garciam pais do meu tio Emílio, Progresso, Palmyra, Eliseu, Josefa e meu pai Liberato Garcia de Toledo Falecido, mas meus avós , ajudaram a construiu Botucatu, visto que Progresso Garcia e irmãos nasceram em Botucatu, então meus avós já moravam aí. se meu tio faleceu em 1992 e nasceu em 2013, meus avós meus avós Ana de Toledo e Emílio Garcia & Garcia, moraram em Botucau, muito antes, não é possível não haver nem uma foto dos meus avós,,por favor consiga para mim, sinto muitas saudades de vovó Ana, que conheci e ví por apenas algum minutos....agradeço imensamente...abraços...senhora \Divanil Garcia de Toledo.... E mail divanilgarcia@hotmail.com...obrigada..

Divanil Garcia disse...

EU quero meu dinheiro, Progresso José Garcia, meu ***elo primo** da herança de nossa avó Anna de Toledo, entendeu?

Postar um comentário