fevereiro 06, 2014

ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE BOTUCATU: É hora de trabalhar, Prefeito!

Vamos trabalhar, Prefeito?!?
A foto é do Álbum “Eu curto Botucatu” e está na internet sendo curtida e compartilhada. É a comunidade botucatuense se mobilizando...
Portanto...
Vamos trabalhar, Prefeito!
Abaixo, transcrevemos matéria referente à recuperação da ESTAÇÃO: é de 2008!!!
Estamos indo para 6 anos!!!
Já foi investido dinheiro público na “recuperação” da ESTAÇÃO e o prédio continua abandonado.
Planejamento, Prefeito, planejamento!
Lá pode abrigar, como sede, a Orquestra Sinfônica Municipal e o Coral Municipal. Lá pode ser a sede, em Comodato, da ABL – Academia Botucatuense de Letras. Lá poderá ser abrigado o “Museu Ferroviário”!
Botucatu espera a sua ação, Prefeito. Vamos “recuperar” e dar uma “destinação” nobre a esse prédio histórico!
Vamos trabalhar, Prefeito!
Atenção 1:
Vejam parte da matéria do jornalista Haroldo Amaral,  “Estação Ferroviária é invadida e pode acabar incendiada por alguns usuários de drogas”, do “Diário da Serra”, de 04/02/2014:
“Estou com medo de que uma hora ou outra esses viciados que invadiram a antiga estação de trem para consumir drogas, acabem colocando fogo naquele patrimônio histórico de Botucatu e da região....(preservacionista, Antonio Carlos Santos – NICA – mantenedor de um Museu Ferroviário).
Antonio Carlos Santos (Nica) na ESTAÇÃO (foto Diário da Serra)

E continua: “Toda semana venho para ver a situação das coisas e há alguns dias, fiquei assustado com o que descobri. Viciados em drogas arrombaram a parte dos fundos, onde tinha uma chapa impedindo o acesso de pessoas na parte interna através da gare de embarque. No segundo andar encontrei sinais de uso de fogo no chão, o que é perigoso em relação a incêndio. Os viciados estão usando a parte de cima da Estação, para consumo de drogas.
Na Estação de Trem foram destruídos os vitrais que envolviam o relógio, o forro característico foi completamente destruído, a escada de acesso ao pavimento superior também está parcialmente destruída...”

Atenção 2:
Vejam, a seguir, a matéria “A DESTEMPO”, publicada em 2008:


HÁ DEZ ANOS ...
No ano de 1998, o estado era governado por Mário Covas que já fora Secretário dos Transportes do Governo de São Paulo e, portanto, um conhecedor da ferrovia paulista (FEPASA) e sua importância para o desenvolvimento do estado. Nesse ano, o Governador Mário Covas transferiu a FEPASA para o Governo Federal dentro do processo de renegociação das dívidas do Estado. Essa atuação recebeu e recebe severas críticas. Afinal, quando se trata de patrimônio do povo paulista é INDISPENSÁVEL que se resguarde, contratualmente, a continuidade e manutenção dos serviços existentes! Artigo do conceituado Prof. Marcos Cintra , da Fundação Getúlio Vargas (publicado no final desta matéria) procura dimensionar o grande e trágico erro cometido e que ceifou a história e o esforço de tantos anos e de tantos paulistas a favor da grandeza do Estado de São Paulo e do Brasil.


A Destempo !
No dia 28 de fevereiro de 2008, na Secretaria de Patrimônio da União (SPU), o Prefeito Municipal de Botucatu, Sr Mário Ielo, assinou termo de cooperação que permitirá a ocupação e recuperação, pela Prefeitura de Botucatu, dos imóveis que pertenciam à antiga FEPASA. É pena! Medida a destempo! Os imóveis estão deteriorados por absoluta incúria das administrações públicas envolvidas.
Outras cidades, servidas pela antiga SOROCABANA (Fepasa), tiveram uma postura mais positiva, com as respectivas administrações municipais exercendo, de fato, o poder de polícia administrativa que visa também a proteção da res publica, ou seja, dos bens públicos, do patrimônio público, seja ele municipal, estadual ou federal. Essas prefeituras assumiram os imóveis da ferrovia, comunicaram o fato à Ferroban e deram destinação nobre aos imóveis: centro cultural, museu, centro de saúde, centro comunitário, escolas, etc.
Agora é correr contra o tempo...
Que a passividade demonstrada pela atual gestão municipal (que encontrou esse problema quando assumiu a prefeitura em 2001!) fique para traz e que medidas urgentes sejam tomadas em defesa do patrimônio público. Aliás, a Prefeitura já ocupa um imóvel (antigos escritórios da ferrovia) destinado à secretaria municipal da saúde. Ora, assim como ocupou esse imóvel poderia ter ocupado os demais...”
(EFS – Estrada de Ferro Sorocabana – Parte 2)


REGISTRO HISTÓRICO: post de 06/05/2013:


SOROCABANA/PAULISTA/SANTOS-JUNDIAÍ...


Há anos foi cometido um “crime de lesa pátria” pelo governo tucano paulista: A PRIVATIZAÇÃO DA FEPASA (FERROVIA PAULISTA S.A.) SEM O NECESSÁRIO CONTROLE DE QUALIDADE!!!

RESULTADO: A nossa malha ferroviária + as Estações, Garagens de Manobra, Centro de Manutenção, TUDO VIROU SUCATA... O trabalho CENTENÁRIO de gerações e gerações de paulistas, foi “jogado no lixo da história”...





O DESMONTE das ferrovias paulistas lesou de forma humilhante o Estado de São Paulo. Enquanto o MUNDO todo aperfeiçoa e amplia seu sistema de transporte ferroviário, o Governo do PSDB (Mário Covas) realizou a privatização (praticamente a entrega como parte de pagamento de dívidas...) SEM CONTROLE DE QUALIDADE: Garantia da Manutenção da malha Ferroviária; Manutenção e Melhoria da malha ferroviária; Manutenção e Compra de Novos Vagões e Máquinas, enfim, GARANTIR que esse PATRIMÔNIO DO POVO PAULISTA não fosse perdido...

A VOLTA DAS FERROVIAS PAULISTAS!!!

Além do chamado TREM BALA (Trem de Alta Velocidade – TAV), projeto do governo federal a ligar Rio de Janeiro a São Paulo, com prolongamento até o Aeroporto Internacional de Viracopos (Campinas), o governo paulista começa a esboçar um projeto ferroviário próprio para o estado.

É o projeto do TREM INTERCIDADES, uma forma elegante de dizer: erramos, MEA CULPA, estamos fazendo um projeto para prestar serviços a todos os paulistas!!!

O TREM INTERCIDADES terá velocidade média em uma malha ferroviária de 430 Km. A previsão é de que o projeto licitatório estará encerrado até outubro, com o início das obras previstas para 2014, com 3 anos de prazo para a sua conclusão. Será uma PPP – PARCERIA/PÚBLICO/PRIVADA.




A velocidade média será de 120 km/hora, chegando até 160 km/hora. Com 2 trajetos previstos. O primeiro fará a ligação da Capital com Campinas, Americana, Jundiaí,Santo André, São Bernardo, São Caetano e Santos (lembrando uma Santos/Jundiaí ampliada). O segundo fará a ligação da Capital a Sorocaba, São Roque, São José dos Campos, Taubaté e Pindaminhangaba (terra do atual governador). As regiões da Média e Alta Sorocabana deverão ser também atendidas, além da linha da antiga Noroeste.É o que se espera!

Na Capital haverá interligação com a rede do Metrô e com a do Trem Bala. Há a previsão de gasto de R$ 18 milhões, com a iniciativa privada bancando R$ 14 milhões e o Governo Paulista com R$ 4 milhões. O projeto visa a atender 2 milhões de pessoas.

É importante para o Estado de São Paulo a RECUPERAÇÃO desse indispensável meio de transporte. A FERROVIA tem HISTÓRIA em São Paulo. Só não pode repetir o projeto do ANEL RODOVIÁRIO que já ultrapassou mais de 3 vezes o tempo para a sua conclusão e ainda está incompleto. Os governos do PSDB primam pela morosidade excessiva. Façamos votos para que o projeto do TREM INTERCIDADES chegue a bom termo e, para seu sucesso, é muito importante a participação efetiva da iniciativa privada. Sucesso!

LEMBRETE: a Estrada de Ferro Sorocabana totalizou 2.014 Km; a Paulista com 1.241 Km; a Mogiana com 957 Km; a Araraquarense com 431 Km; a São Paulo/Minas com 102 km e a Campos do Jordão com 47 Km!!!

15 comentários:

Delmanto disse...

O Estado de São Paulo buscou, de forma negativa, o caminho de se fazer “caixa-fácil” privatizando o patrimônio do povo paulista (1995/99) da forma mais condenável possível. E, assim, perdemos a CPFL,o BANESPA e a FEPASA (literalmente perdida), para citarmos apenas as mais expressivas. Houve crítica e ainda há. Mas nada acontece. São Paulo continua há mais de 20 anos como domínio do PSDB. O prof. Marcos Cintra, em artigo publicado nos jornais “O Estado de S. Paulo”, de 27/12/1997 e no “Jornal do Brasil”, de 16/12/1997, abordou em profundidade esse assunto, concluindo pela absoluta má gestão administrativa do Governo Paulista nessas privatizações. Foi uma análise técnica. E a dívida, pela demora e lentidão administrativa, triplicou...Por isso que, no campo político durante a última campanha eleitoral, os tucanos tiveram que engolir a frase do então presidente Lula: “Talvez se sinta arrependimento no Brasil porque bancos importantes como o Banespa foram praticamente doados, vendidos a troco de nada...”
É, como diria o Boris Casoy, LAMENTÁVEL!
Agora, o TREM INTERCIDADES. BOM!!!
Vamos aguardar!!!

Delmanto disse...

O que o chineses estão fazendo é uma revolução total. Na educação, também. Num esforço concentrado dos governantes, hoje tem mais chineses falando inglês do que americanos. É piada? Não é, não! Segundo dados do governo chinês, são cerca de 350 milhões de chineses que aprenderam e dominam o inglês...Pra quê? Ora, para ingressar e dominar o universo comercial e cultural do mundo ocidental. O pessoal não está para brincadeira, não. Enquanto no Brasil – desde o início da chamada Nova República – o exercício do Poder é feito sem a preocupação com um Plano de Metas ou um Planejamento Governamental, lá, na CHINA, estão fazendo acontecer JÁ!
Quando o Plano Real nos possibilitou a eleição de uma pessoa capaz como Fernando Henrique o que aconteceu? Ele quebrou uma norma constitucional e de nossa tradição jurídica: APROVOU A REELEIÇÃO! Ele teria que ter feito a reforma fiscal e tributária para aperfeiçoar o Plano Real e numa postura de estadista, teria que ter feito a REFORMA POLÍTICA. No entanto, desde a posse passou a trabalhar pela reeleição num trabalho junto ao Congresso Nacional que, dizem os especialistas, foi o embrião do “MENSALÕES” que viriam por aí!
A nossa esperança é que o Brasil deixe de ser o centro de notícias de enriquecimento repentino, como o do ex-ministro Palloci e do filho do ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento.
Não se brinca impunemente com o futuro de uma Nação!
A REVOLUÇÃO DA INFORMAÇÃO está deixando as DITADURAS da Ásia e da África com os dias contados e, na Europa, com o movimento dos INDIGNADOS está levando a bandeira da boa gestão e da sustentabilidade do desenvolvimento dos respectivos países, com a garantia de emprego para a sua juventude, como um alerta urgente para os governantes...
É preciso ficar atento. As DEMOCRACIAS-MEIA-SOLA da América Latina que fiquem atentas porque a aparente calma dos respectivos povos apenas esconde o vulcão de cidadania que virá por aí. E o Brasil – com certeza! – não estará fora dessa higienização política!

Anônimo disse...

Como filho de ferroviário posso afirmar que o que aconteceu no nosso estado foi um crime. O estado todo era servido pela FEPASA. Hoje, as estações estão abandonados e depredadas. Não existe mais o transporte de passageiros. O transporte de carga é feito de forma predadora, não há o serviço de manutenção que havia antigamente. Muitos desastres tem ocorrido e as linhas férreas estão em péssimo estado de conservação. São Paulo que já foi a locomotiva do Brasil está pedindo ajuda. Vê se nos ajuda! Socorro!
(bastosgustavo32@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Delmanto,
Sempre viajei de trens e gostava muito. Primeiro com meus pais, depois com meu marido e filhos pequenos. A segurança sempre foi ótima. Espero que o trem bala que vai ligar o Rio a São Paulo e Campinas saia antes da Copa. Bem que poderia um governador moderno se interessar em recuperar as nossas ferrovias. Foi uma grande perda, só quem não pode usar é que sabe como faz falta. Abs.(maria-de-lourdes2004@hotmail.com

Anônimo disse...

Olá, Delmanto.
João comentou a notícia Trem Bala Chinês e o Desmonte Ferroviário no Brasil.

Comentário:
Delmanto,

Dava vontade de chorar quando ví pessoalmente, in loco, na MAFERSA, a sua morte determinada por Covas.
Conseguiu tercerizá-la também, depois de sucateá-la; Empresa que construía na época os vagões para o metro paulistano e vagões para a Fepasa também.
Você talvez saiba os motivos que o levou a sucatear todo este parque ferroviário Paulista.
Na época era sócio de uma empresa de terceirização de serviços e de mão de obra. daí o processo foi vital e mortal.
Só para conhecimento seu: Papai era dentista e protético da FEPASA
João Bosco

Responda e leia mais no endereço http://www.dihitt.com.br/meu_conteudo#n=trem-bala-chines-e-o-desmonte-ferroviario-no-brasil&c=1287724

Anônimo disse...

Caso se efetive o Projeto do "Trem Intercidades" que é um projeto PPP (Participação/Público/Privada) o Estado de São Paulo sairá ganhando. E com a participação majoritária da iniciativa privada, temos a garantia de que interesses meramente político-partidários não irão, no futuro, prejudicar e até inviabilizar tudo o que for feito. São Paulo - que é FERROVIA DO BRASIL! - precisa ter seus TRILHOS de volta! Muito boa essa notícia. Marcelo Delmanto (adv.marcelo.delmanto@gmail.com)

Anônimo disse...

Maria Vitória Simões (Facebook):
E isso ai , Armando...vamos cobrar!!!!!

Anônimo disse...

Caro Armando,

Acompanhei a degradação da ferrovia in loco. Lembro-me que, dezenas de ferroviários lutaram e, outros continuam lutando pela preservação da querida estação. Durante o governo do PT a prefeitura assumiu o prédio da Superintêndencia, alojando lá, a Secretaria de Saúde. Posteriormente, no governo do PSDB transformaram o antigo Armazém de Abastecimento em sede do Departamento de Limpesa Pública. Mas, a querida estação, usaram tapumes, para ninguém ver a destruição que vem de dentro para fora.
É uma vergonha, para a querida Botucatu. Uma falta de respeito para com a história.Será que esqueceram que a Sorocabana foi tão, ou mais importante que a UNESP para o desenvolvimento de Botucatu e do oeste paulista?

Olavo Pinheiro Godoy (ABL- Academia Botucatuense de Letras)

Anônimo disse...

"Entusiasmados com a excelente repercussão da edição anterior da revista que abordou o histórico-institucional da Sorocabana e os Cem Anos da Diocese de Botucatu, quando recebemos inúmeras manifestações de apoio, de modo especial o apoio emocionado do ferroviário aposentado Antonio Paulo Bonome - ex-Chefe de Estação e ativo e vitorioso ex-Dirigente da AAF - Associação Atlética Ferroviária, destacamos o ofício SG.0053/2008, do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Sorocabana, que através de seu presidente, Rubens dos Santos Craveiro, nos foi enviado: "Acusamos o recebimento de exemplar da Revista Peabiru, edição nº 23, agradecemos e parabenizamos pelo belo trabalho. Como filho da terra que somos, gostaríamos de ser assinante da revista com pagamento através de boleto bancário e, para tanto, solicitamos que nos envie orientações de como proceder. Colocamo-nos a disposição para eventuais necessidades e aproveitamos a oportunidade para externar nossos protestos de estima e apreço. Atenciosamente, RUBENS DOS SANTOS CRAVEIRO - Presidente"

(revista Peabiru nº 24 -maio/junho de 2008)

Anônimo disse...

Gloria Souza (Facebook): Que linda a Estação .Foi reformada? A paineira também está linda!!!!!!

Anônimo disse...

Grace Maria Mattos (Facebook):
TEM QUE FAZER JUZ AO TRABALHO PARA ISSO VOCÊS PAGAM OS IMPOSTOS ....

Anônimo disse...

Mirian Emilio de Oliveira (Facebook):
Não queremos que a Estação Ferroviária de Botucatu se transforme em uma cabana abandonada como a de Remédios e Piapara.

Anônimo disse...

Djanira Genovez (Facebook):
Nossa estação... Poderia ser um museu...um orquidário...um teatro...???

Delmanto disse...

Flagra HOJE (07/02/2014): os guardas Nogueira e Leandro, da GCM, flagraram um rapaz de 27 anos fumando maconha na ESTAÇÃO! A notícia saiu no “Diário da Serra”, de 07 de fevereiro de 2014. Vamos trabalhar, Prefeito?!?

Clarice Rosa disse...

Srs prefeitos, srs empresarios nao deixem a nossa riqueza parar nas maos de estrangeiros, nao tenho nada contra, mas isso é nosso, se unen, lutam , mostrem que tbem sao capaz coloque a ferrovia pra funcionar com todo vapor isso é uma mina de dinheiro , ja esta pronto , nao deixe piorar ainda mais, parece dificil mas nao e, pra tudo tem um jeito, coloquem pra funcionar tdo como era antes ou melhor, mas passageiros e carga , comecem com dois horarios ida e volta , mas em todos os municipios do interior de sao paulo.
Eu me lembro do tempo os trens de passgeiros eram lotados deste sao paulo ate presidente , faltou admínistracao saudades.
Desculpem meu jeito simples de falar ,mm as e a realidade.
Sucesso

Postar um comentário