maio 08, 2016

PAGANDO A CONTA: O muçulmano Sadiq Khan é eleito o novo prefeito de Londres.

PAGANDO A CONTA:


O muçulmano Sadiq Khan é eleito o novo prefeito de Londres.




Os pais imigraram do Paquistão. E ele se torna o primeiro muçulmano a governar uma capital ocidental... Exatamente a mais conservadora de todas, com toda a fleugma tão decantada dos britânicos que mantinham seus colonizados a uma convivência separada, distante e preconceituosa...

A disputa pela prefeitura de Londres – terceiro maior mandato pessoal da Europa, atrás dos presidentes de França e Portugal – foi acirrada. Os ataques pessoais entre os dois principais candidatos (de um total de 12) ofuscaram o necessário debate sobre os colossais desafios que a capital enfrenta. Goldsmith acusou Khan de radical, por compartilhar palanque com extremistas islâmicos, e Khan reagiu tachando seu adversário de islamofóbico

Os perfis dos dois candidatos não poderiam ser mais diferentes. Sadiq Khan, de 46 anos, é filho de um motorista de ônibus paquistanês. Zac Goldsmith, de 41, é o bilionário herdeiro de uma dinastia de banqueiros. Khan cresceu num imóvel subsidiado pelo Estado; Goldsmith, numa mansão. Khan estudou em colégio público; Goldsmith, no elitista Eton. Khan é muçulmano praticante, defende o casamento homossexual e trabalhou como advogado pró-direitos humanos antes de se eleger parlamentar pelo distrito de Tooting, na zona sul da cidade, em 2004. Goldsmith é um judeu não praticante, que dirigiu uma revista de assuntos ambientais e foi eleito em 2010 por Richmond, na zona oeste.

O referendo de 23 de junho sobre a permanência do país na União Europeia também pairou sobre a campanha eleitoral. Khan é um europeísta convicto, ao passo que Goldsmith – filho de um fervoroso eurocético é a favor da saída da Inglaterra da União Européia.
Esse é o novo quadro político europeu...

PAGANDO A CONTA !!!!!!

Os antigos Impérios Colonias Europeus começaram a PAGAR A CONTA quando africanos e asiáticos, seus ex-colonos, começaram a chegar nas antigas Matrizes em busca de empregos e de oportunidades, em cima de um direito adquirido: a dupla cidadania! E a urgência é o temor do que possa ser feito pelo ESTADO ISLÂMICO.

           RESUMINDO: Uma revolução democrática pela informação chegou a encantar o mundo e, agora, é o pesadelo das Nações Européias: o que fazer com esses países (suas ex-colonias) e o que fazer com os imigrantes indesejados (ex-colonos , quase ex-escravos)?????????

                  O que fazer contra o ESTADO ISLÂMICO?


                   Serão as NOVAS CRUZADAS?!?



2 comentários:

Delmanto disse...

Como pode tão extensa área territorial ser dominada por rivalidades tribais tal qual ocorreu na Idade Média? Na África também ocorre o mesmo. São tribos que dizimam as tribos rivais...
Eufemisticamente, disse que esses povos estão no Século XIX quando, na verdade, devem estar cronologicamente, em plena Idade Média!
Tudo isso não deixa de ser um fracasso para a humanidade como um todo. A realidade é que existem milhões de pessoas à margem da civilização e do avanço tecnológico. E tudo isso só aflorou devido ao espetacular desenvolvimento tecnológico que transformou esse mundão todo em uma Aldeia Global...
Vamos acompanhar essa nova investida do Mundo Ocidental a favor da coexistência pacífica entre os vários grupos islâmicos.
O ESTADO ISLÂMICO é o grande desafio a ser vencido!
AS NOVAS CRUZADAS MEDIEVAIS (http://blogdodelmanto.blogspot.com.br/2014/09/novas-cruzadas-medievais.html) estarão combatendo para a salvaçãos de milhões de imigrantes : OS FILHOS DA GUERRA!

Anônimo disse...

Nas aulas de história, sempre procuro mostrar aos meus alunos a crueldade dos Impérios Coloniais. Esses Impérios exploraram as suas colônias ao máximo e as mantiveram no mais absoluto estágio de atraso e falta de informação. Quando a Europa passou a viver o processo de Industrialização, aceitou a presença de seus ex-colonos porque precisavam de mão de obra barata e porque os europeus não queriam fazer os serviços mais pesados. Ficaram famosos os “guetos” dos operários turcos na Alemanha; os “guetos” dos hindus na Inglaterra; os “guetos” dos africanos na Itália e na França e, especialmente, em Portugal. Enfim, é o histórico de opressão em cima de opressão e, agora, esses povos africanos e asiáticos, vítimas de Ditaduras desde que o Colonialismo caiu após a 2ª. Grande Guerra Mundial, estão completamente sem rumo. Com a internet, estão vendo que o mundo vive bem, com emprego e justiça e estão se rebelando. As Ditaduras estão caindo e ainda vão cair mais. Mas qual o destino desses povos mantidos no atraso e na ignorância? Meras tribos que vivem se matando umas às outras? É uma vergonha! E são Ditaduras da direita e da esquerda. Não há ideologia para as brutalidades cometidas por séculos pelos países da Europa e depois pelas Ditaduras que vieram. Dá para sentir vergonha da raça humana! (luisroberto-souza@yahoo.com.br)

Postar um comentário