outubro 12, 2011

"A Presidente olha, lê e responde!"


É isso mesmo: "A Presidente olha, lê e responde!". Não está protegida ou escondida no belo Palácio idealizado por Oscar Niemeyer. E isso é muito bom. Eu não tenho essa informação mas, para mim, ela tem uma boa equipe que a ajuda ler tudo o que escrevem sobre ela, os vídeos que comentam seu governo e, principalmente, as críticas. Quando o governante passa a ler as críticas que são feitas , a si e ao seu governo, passa a acertar muito mais. E, para completar, eu sugeriria: cuidado com os elogios dos subalternos, cuidado... Eles nublam a vista, deixam inaudível as verdades dos fatos, distorcem a realidade...



E a resposta, como podem ver, é expressa. sem lenga lenga. mas não é uniformizada, padrão. Isso é o que basta. Missão cumprida. Afinal o que todos queremos é que o Brasil encontre um caminho seguro e recupere o tempo perdido. A meta é o sucesso, do país e de todos os brasileiros. E a cidadania ser exercida, sempre.

É extremamente importante tomar conhecimento das críticas e das sugestões de eleitores desconhecidos, mas que estão em pleno exercício da cidadania. Eu, por exemplo, não votei nela, não sou do partido dela, MAS SOU GOVERNADO POR ELA! E ELA É A PRESIDENTE DO MEU PAÍS!



Assim, tenho feitos alguns artigos de análise sobre ela e sobre o seu governo, nos links abaixo relacionados. Confesso que me surpreendi. Durante a campanha eleitoral, eu só a vi como a candidata do ex-presidente Luiz Ignácio Lula da Silva. Articulada e com uma boa folha de serviços públicos prestados. E só. Eu estava errado. Tem muito mais...

Após dez meses de governo, com crises que nenhum de seus antecessores teve, com o governo recebido tal qual um “pacote fechado” de seu antecessor, vi a presidenta Dilma agindo sempre com calma e discrição, mas sempre firme e segura. Onde poderia ter feito um grande estardalhaço, não o fez. Onde poderia, demagogicamente, faturar, não o fez. Não cedeu à postura fácil do político desesperado atrás de uma câmara que registre o seu grande ato!

Não concordo de que está apenas guardando o lugar para a volta de Lula ao Poder. Acho que ela foi eleita graças ao apoio do presidente Lula. Eleita, ela é o Poder. E os desafios são imensos: primeira mulher a ser eleita para a Presidência da República. Então, com todo respeito ao ex-presidente Lula, resta apenas o muito obrigado. Sincero agradecimento. Daqui para a frente é Dilma Roussef. E ela já mostrou a sua marca, a sua chancela, o lacre a marcar a sua imagem e os seus atos.



E a chancela, a marca, o estilo da presidenta Dilma estão tão claros para a população que ela até pode (sob a pressão dos petistas e base aliada) nunca mais falar em FAXINA. Não precisa. O Brasil e o mundo já a identificam com a FAXINA CÍVICA que tem afastados tantos protagonistas dos malfeitos ...e sem estardalhaço. Em meio ano, 4 ex-ministros foram defenestrados, fora o segundo time. É isso.

Vou continuar a postar artigos sobre a política de meu país e, sempre, focarei o desempenho da presidenta Dilma. Com respeito, mas com absoluta liberdade cívica. Valeu!

5 comentários:

Delmanto disse...

Quem exerce o jornalismo opinativo já deve ter tido várias interfaces com o Poder. Eu já tive várias. E muitas decepções, também.
Lembro que escrevi ao ex-presidente Fernando Henrique cobrando dele as Reformas que o país precisava e ainda precisa... Pois bem, ícone da minha geração na Sociologia e Política, FHC foi o referencial de várias gerações de universitários que viam em seus ensinamentos o caminho seguro para se melhorar o país. Dizia eu, na correspondência, que queria resgatar o sociólogo que analisando o país, ensinava que a “mancha negra” a marcar o país acabara com a Libertação dos Escravos, MAS que a “mancha cinza” a marcar a periferia das grandes cidades persistia, onde a miséria e a subvida ainda escravizam milhares de brasileiros! E só com as reformas estruturais poderia o Brasil partir para um desenvolvimento sustentável e em pleno Estado de Direito.
Eu trabalhei com o filho dele, Paulo Henrique, na CESP, na equipe do Prof. José Goldemberg. E viajei, algumas vezes, com o então Senador Fernando Henrique para o interior do Estado, em atividades da empresa e do governo do estado.
Da Sociologia e Política, conheci e convivi com dois expoentes da antiga AP, quando conseguimos ganhar a presidência do Diretório Acadêmico: Lola Berlinck e Vicente Trevas. A Lola chegou a ser secretária de FHC quando ele presidia o PMDB de São Paulo, depois foi assessorar Dona Ruth Cardoso no Comunidade Solidária. O Vicente que fora o grande orador da AP e líder estudantil, incorporou-se ao PT e faz parte da assessoria do PT desde a posse de Lula.
Essa reminiscência é para destacar que poderia se esperar que o então festejado “príncipe dos sociólogos” fosse, na presidência, a garantia da interação positiva com os cidadãos. Mas não foi. Nunca obtive resposta.
Agora, com essa postura, a presidenta Dilma nos mostra, principalmente, que o governante tem que ter humildade e muito respeito para com os governados. É o ônus do Poder ou, às vezes, é o que dá luz de brilho no caminho a ser percorrido.

Anônimo disse...

Você está certo, Delmanto, existe uma grande barreira entre os governantes e os governados. É um perigo, porque o subalterno, geralmente, vê como uma ameaça ao seu “status quo” as denúncias e não como um perigo à Chefia. Os famosos “puxa-sacos” quando podem, brecam as notícias ruins e os comentários e críticas aos governantes. E com isso cria-se uma falsa realidade e o governante passa a tomar decisões baseado nas “informações” de sua assessoria. Mas tudo isso já é de conhecimento público, eu sei, mas continua acontecendo...
A Dona Dilma está se revelando. Inclusive a abertura que ela tem dado ao próprio ex-presidente Fernando Henrique, a quem tem tratado com toda a deferência, aliás, como deve ser. Tem dado espaço a governadores da oposição, enfim, tem sido uma democrata convicta na presidência. Já se posicionou contra as teses do PT de controle da imprensa e de bajulação aos ditadores de plantão em vários países. Boa. Estou gostando.
(jair.castro66@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Gostei quando você fala a Chancela da Dilma. Legal. Tomara que ela marque a sua gestão como o período da história do Brasil no qual as mulheres foram convocadas e assumiram postos de relevo no país. A Chefe da Casa Civil é mulher e é bonita e competente. A Ministra das Relações Institucionais é uma Senadora de Santa Catarina. A dona do Magazine Luiza, empreendedora de sucesso vai comandar as Pequenas e Médias Empresas num novo Ministério. E ela tem agido com grande discrição e firmeza. Até impressiona, com aquele vozeirão...Garanto que tem muito marmanjo que se borra nas calças ao ter que enfrentá-la. Gostei de uma entrevista do Sarney na qual ele diz da sua grande amizade com Lula e do excelente relacionamento que tivera, e disse (muito bom) que com a presidenta Dilma ele só tem encontros formais, quase nunca se falam!!! Só de ela estar livre da contaminação desse jurássico do Sarney, já é uma grande coisa. Vamos dar tempo ao tempo. Muita coisa vai mudar pra melhor. Podem escrever. Eu confio na presidente Dilma! (mariceiaoliveira@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Hoje é aniversário de 80 anos do Cristo Redentor, é Dia de Nossa Senhora Aparecida e é, também, mais um dia de Protesto Contra a Corrupção no país. Nas principais cidades ocorreram movimentos da população desvinculada de partidos políticos e de sindicatos. Ainda pequeno? Sim, ainda pequeno, mas as sementes estão sendo plantadas, a população está ligada e a bolha, ah!, a bolha ainda vai explodir!
A CORRUPÇÃO e a IMPUNIDADE são os venenos que adoecem e matam as DEMOCRACIAS!
Vamos ficar alertas e acreditar!
Vamos participar! Convoque seu amigo, o seu vizinho, diga SIM!
(carlosantoniomascarenhas@yahoo.com.br)

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Venho acompanhando suas postagens e sinto coerência de idéias nas suas postagens. Estarei por aqui de vez em quanto para checar suas informações. Abraços!

Postar um comentário