fevereiro 02, 2012

“Mágica” ... por Arthur Virgílio

O Blog do Delmanto sempre se propôs a ser um “Fórum Cultural”, propiciando a divulgação e o debate de idéias. Assim, é muito honrosa a colaboração do ex-Senador Arthur Virgílio. Vamos ao artigo:

“MÁGICA”

*ARTHUR VIRGÍLIO

         

           Lisboa – O professor Maurício Dias David enviou-me excelente trabalho sobre o boom internacional das commodities. Que explica, aliás, parte do “êxito” econômico do governo Lula, que prossegue na gestão Dilma Rousseff. Digo parte, porque tal “êxito” também se deve ao país reformado e modernizado que Fernando Henrique legou ao sucessor.

          Em 2002, o café se cotava a US$964 a tonelada. Em 2011, foi a US$4.463, com a previsão para este exercício ficando em US$4.600. A soja, que em 2001 era vendida a US$173 a tonelada, atingiu US$495 no ano passado. O açúcar saiu de US$197 em 2001 para US$573 em 2011, devendo seguir para US$530 em 2012.

          A tonelada da carne bovina estava em US$2006, em 2001, subindo para US$5.077 dez anos após, podendo ficar em US$5.000 em 2012. O minério de ferro pulou de US18 em 2001 para, vejam só!, US$126 no ano recém-findo.

          Foi de fato uma explosão, capaz de garantir popularidade até mesmo a gestores incompetentes. A receita de exportação do café saltou de US$1,2 bilhão para US$8 bilhões, entre 2001 e 2011. A da soja ascendeu de US$2,7 bilhões em 2001, para US$16,3 bilhões em 2011. A do açúcar e do açúcar refinado foi de meros US$2,7 bilhões em 2001, para US$5,8 bilhões no ano que passou. A do minério de ferro, voou de apenas US$2,9 bilhões em 2001, para US$41,8 bilhões em 2011: 14 vezes mais.

          O “milagre” é a fome chinesa por commodities que, se minguar, acarretará sérios problemas para nossa economia de perfil basicamente agroexportador. Continuamos, tanto quanto em 1985, representando apenas 1,4% das exportações mundiais. Somos o 22º do mundo em exportação.

          Olhemos agora o futuro: a maior parte da exportação da Índia é de produtos industrializados. Conosco, à exceção honrosa de uma notável Embraer, mantemos, repito, o perfil agroexportador de sempre. Poderíamos ter mudado de patamar, nos anos da bonança, mas perdemos o trem lamentavelmente.

          Em 1970, a China era o 29º exportador.; passou para o primeiro lugar. A pequena Coréia (do Sul, claro) era o 49º; agora é o sexto. Na comparação com essas economias, o Brasil ficou marcando passo, com a nuance de a propaganda lulista ter alimentado em largos setores da população a ideia de que sua “política econômica” havia gerado um fogoso tigre.

          Essa mistificação não é “privilégio” do governo brasileiro. Na Argentina, país que igualmente se beneficiou por esse boom das commodities, há quem acredite que o populista Nestor Kirchner teria sabido mexer com competência as cordinhas da economia.

          Entre nós, Dilma se elegeu Presidente, sem nunca ter sido candidata a nenhum cargo eletivo anteriormente, porque a maioria dos eleitores embarcou no conto da competência de Lula, sua equipe econômica e sua “gerentona” de obras inconclusas ou superfaturadas.

          Está mais que na hora de sairmos do “berço esplêndido”.

          *Diplomata, foi líder do PSDB no Senado

6 comentários:

Aurelio disse...

Amigo Delmanto, essa eu não podia deixar passar, tratando-se do infelimente ex-Senador Arthur Virgílio, um homem respeitavel, com espirito de liderança, uma inteligência impar, o povo do Amazonas perdeu e muito ao não reelege-lo. Um Político muito analitico, com senso de realidade sempre com os pés no chão, pena ser pouco conhecido pelo povo totalmente analfabeto político, mas ele sim seria a pessoa certa para tomar as rédeas desse país e po-lo nos eixos.
Parabéns pela postagem amigo!
Esse homem é um exemplo de político serio no nosso país!
Grande abraço amigão Delmanto!!!

Anônimo disse...

Delmanto, é a persistência, a presença constante na tribuna, os argumentos trabalhados e pesquisados, o debate inteligente, tudo isso é que construiu a imagem de homem público do senador Arthur Virgílio. Porque o senador Aloísio Nunes não abre a boca e não tem destaque? Porque é tão omisso quanto o senador Eduardo Suplicy? São Paulo está muito mal representado no Senado Federal e essa lembrança oportuna do trabalho político e da liderança carismática de Arthur Virgílio nos incentiva a pensar que ainda é possível reverter essa situação que tanto desmerece os paulistas. Temos o “casal” Suplicy, ou seja, NÃO temos voz a nos defender e temos, também, o Aloísio Nunes que, como sempre, está à espreita do que possa ser bom pra ele, afinal já conviveu e muito bem com Temer, Quércia,
Wagner Rossi... (carlosantoniomascarenhas@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Diplomata e político, é fácil?!? Quem via a atuação do Senador Arthur Virgílio na tribuna ficava orgulhoso do Brasil ter homens públicos como ele. E vi, pela TV Senado, ele votando e apoiando assuntos de interesse da Nação, sem qualquer ranço contra o Governo Federal. Ele sempre sabia separar as coisas, nunca radicaliza sem fundamento.
(luisroberto-souza@yahoo.com.br)

Delmanto disse...

. Acompanhei os debates no Senado Federal durante o escândalo do mensalão e vi a atuação firme e constante do Senador Arthur Virgílio.Que orador brilhante! E não cometia abusos, como às vezes acontece com políticos destemperados. Quando o Brasil está vivendo essa avalanche de denúncias de corrupção, que falta que faz um político do nível de Arthur Virgílio! Não se houve uma palavra da oposição. Hoje, é que estão vendo, os verdadeiros oposicionistas, a falta que faz no parlamento brasileiro homens como o ex-senador. (haroldo-leao@hotmail.com)

Anônimo disse...

Aurélio Cesar Stupp:

um dia atrás

Um homem desse, é o que precisamos no comando do país, não tem medo de falar, seja lá o que for, ninguém o intimida, é uma grande perda ve-lo sem mandato, e contrariando suas palavras, o Brasil está perdendo e muito com este grande político inativo, espero que volte ao Congresso em 2014 de cabeça erguida e denunciando canalhas como sempre fez, sem o menor medo!
Um grande abraço amigo Delmanto!!!

Beth Muniz disse...

Vixe!
Ele ta desempregado?!
Povo sábio esse do Amazonas.

Postar um comentário