agosto 18, 2014

Mortes Mudam a História !!!

Mortes Mudam a História!!!



Mudança radical. Conflitos armados. Deposição de presidente. Eleição transformada. AS MORTES QUE MUDARAM A HISTÓRIA MUNDIAL E DO BRASIL:

1ª MORTE: ARQUIDUQUE FRANCISCO FERDINANDO, herdeiro do Império Austro-Húngaro, foi assassinado juntamente com sua esposa Sofia. O Império Austro-Hungaro era o maior e mais forte no início do século XX. O seu assassinato deflagrou a PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL, de 1914 a 1918. Foi um grande conflito armado de âmbito mundial. Com mais de 8 milhões de mortes envolveu, principalmente, a França, o Império Austro-Húngaro, a Alemanha, a Inglaterra e a Rússia;

2ª MORTE: JOÃO PESSOA, político que fora presidente (governador) da Paraíba e candidato a vice-presidente derrotado na chapa de Getúlio Vargas, foi elevado à condição de mártir da Revolução de 1930. Seu assassinato, por João Dantas, na Confeitaria Glória, no Recife, Pernambuco, segundo historiadores, fora por questões de ordem pessoal. Com o assassinato de João Pessoa teve início um movimento armado no Brasil contra a posse do presidente eleito, Júlio Prestes, que terminou com a deposição do presidente Washington Luís e a subida ao poder do gaúcho Getúlio Vargas. Era a REVOLUÇÃO DE 30. Era o fim da Primeira República (1889/1930) e começava a Era Vargas que só terminaria em 1945;

3ª MORTE: GETÚLIO VARGAS, era o presidente do país, na sucessão de Eurico Dutra. Mas seu governo enfrentava forte oposição que fazia denúncias contra desmandos e corrupções no seu governo. O próprio presidente Vargas teria declarado: “Estou mergulhado em um mar de lama”!
Na madrugado de 05/08/1954, houve um atentado ao líder da oposição e autor das mais graves críticas ao governo Vargas, Carlos Lacerda. No atentado, Lacerda foi ferido no pé e o Major da Aeronáutica, Rubens Vaz, foi morto.
Nas apurações (IPM), chegou-se a Gregório Fortunato como o mandante do atentado.Na verdade, o mais chegado assessor de Vargas procurava encobertar o irmão caçula de Vargas, Benjamin Vargas – conhecido por Bejo – que seria o verdadeiro mandante do crime.
Vargas deu a seguinte declaração: "Até agora considerava Lacerda meu principal inimigo. Mas agora o considero meu inimigo número 2; o número 1, aquele que causou o maior prejuízo ao meu governo, foi o homem que atentou contra a sua vida”.
Pois bem, com as forças armadas exigindo a sua renúncia e com a pressão de grande parte de seu ministério, Getúlio ainda tentou propor uma licença. Os militares não aceitaram.
Às 8h30 (24 de agosto), um tiro ecoou pelo Palácio... Getúlio havia posto fim a sua vida. O suícido causou uma comoção nacional. Carlos Lacerda teve seu jornal, "Tribuna da Imprensa", empastelado pela população. A morte de Getúlio Vargas o transformara no grande ídolo do Brasil.
"Saio da vida para entrar na história!"
Nas eleições presidenciais,  venceu o candidato do seu partido PSD, Juscelino Kubitschek, tendo seu afilhado político, Jango Goulart (PTB), como vice-presidente;

4ª MORTE: EDUARDO CAMPOS, nas eleições presidenciais de 2014, era o candidato que estava carregando a bandeira da renovação política e pregando a 3ª via política independente do PT e do PSDB. Candidato pelo PSB, do qual seu avô, Miguel Arraes, fora Prefeito do Recife e por 3 vezes governador de Pernambuco. Eduardo Campos, também 2 vezes governador de Pernambuco, tinha como candidata a vice-presidente, Marina Silva, que nas últimas eleições conseguira, sem estrutura partidária forte, 20 milhões de votos.
No dia 13 de agosto de 2014, Eduardo Campos morreu em acidente aéreo antes de pousar na base aérea do Guarujá. Morte trágica, violenta e prematura. Na véspera, havia participado, com muito brilho, de entrevista ao Jornal Nacional, da Globo. Sua última frase ficou como a “chancela” de sua campanha: “NÃO VAMOS DESISTIR DO BRASIL!”.
Enterrado no Recife, no dia 17 de agosto, após ser pranteado por milhares de pernambucanos e de políticos e autoridades de todos os partidos, EDUARDO CAMPOS se tornou a Bandeira Emblemática da Renovação Política, no Brasil.
Marina Silva, como candidata a presidente da república, em pesquisa divulgada no dia de hoje (18/08), assume o segundo lugar na pesquisa DATAFOLHA e garante o segundo turno. No segundo turno, a pesquisa revela que Marina teria 47% dos votos e Dilma Rousseff teria 43% dos votos. Pela pesquisa, Marina Silva seria eleita PRESIDENTE DA REPÚBLICA! Marcando o final de 20 anos de alternância no poder do PSDB e do PT.

É REGISTRO HISTÓRICO!!!

9 comentários:

Delmanto disse...

Muda a História...
E como muda!
O Brasil está “vivendo” um momento especial com a reviravolta política causada pela morte trágica, violenta e prematura do candidato à presidência da república, EDUARDO CAMPOS.
Com certeza, com a eleição de Marina Silva acabará o ciclo de governos neo-liberais do PSDB e do PT.
Mudança Política é a primeira tarefa para o NOVO BRASIL.
Será que será assim?!?

Anônimo disse...

Sydney Jose Castro (Facebook/Pernambuco):
Francisco Ferdinando, foi a Gota D'agua para a 1 grande guerra (sua morte)' ( ideais ), JPessoa, morto (Ideais ), Getulio Dornlelas Vargas(mortto(ideais ) Eduardo H Accioly Campos , a historia contarah os motivos de sua partida , tao efemera ,como acontceu com Frei Caneca e jose da Silva xavie

Anônimo disse...

Marlene Freitas Do Nascimento (Facebook):
Não me conformo!

Anônimo disse...

E tem mais, Delmanto. Essa história do acidente do avião de Eduardo Campos está muito mal contada!
Circula pela internet a cópia original de carta do famoso vidente JUCELINO para Eduardo Campos, datada de 2005, na qual ele previu o acidente aéreo em Santos, no dia 13/08/2014, com a morte dele, que estaria candidato a presidência da república...
Do acidente, todos os passageiros e tripulantes tiveram seus corpos ESPEDAÇADOS e todo avião ficou ESPEDAÇADO!!!
O QUE NÃO É COMUM EM ACIDENTES AÉREOS!
A CAIXA-PRETA estava desativada e nada registrou...ESTRANHO!
Era para Marina Silva estar nesse voo. Só se salvou porque o compromisso era em Santos com o pessoal do PSDB, e ela NÃO participava dessas reuniões por não concordar com a coligação com os tucanos. Não concordava, mas não atrapalhava... Isso lhe salvou a vida!
Se tivesse havido a morte de ambos quem seria beneficiado (a)?!?
É A PERGUNTA QUE FICA E QUE REVOLTA TODO O BRASIL!
(haroldo.leao@hotmail.com)

Anônimo disse...

José Italo Bacchi Filho(Facebook):
Deixemos claro uma coisa: A Marina Silva nada tem a ver com o Eduardo Campos!!! São pessoas diferentes no agir, no pensar e na bagagem cultural!!! Cuidado com os votos de comoção!!! Infelizmente, no Brasil há a necessidade de acontecer uma tragédia ou uma morte precoce para as pessoas virarem herói!!!

Anônimo disse...

Rogerio Gomes Ferreira (Facebook):
..
..Em comum: A trama mal urdida e, bem executada...

Marcelo Delmanto disse...

A candidata Marina Silva foi impedida de registrar o seu partido, a Rede Sustentabilidade, com a alegação de que assinaturas estavam discutíveis... No entanto, os “irmãos” Gomes (Cid e Ciro) do Ceará conseguiram aprovar, em ritmo espantosamente rápido, o seu partido PROS, sem NENHUMA assinatura posta sob suspeita...
“SABE NADA, INOCENTE!”
Mas o destino quis, de forma trágica, que Marina Silva voltasse a ter seu caminho aberto para ser candidata a presidência da república!
Sem esquecer que era para ela estar nesse voo que vitimou, de forma trágica e suspeita, o candidato que se apresentava como o NOVO na política brasileira: EDUARDO CAMPOS!

Anônimo disse...

Muito boa essa abordagem de tema tão difícil. Você está certo, Delmanto.
O histórico dessas mortes sob o prisma sociológico, nos mostra como é imponderável a reação do povo e das classes dominantes. A comoção provocada, por exemplo no assassinato de João Pessoa, mesmo a causa tendo sido de ordem estritamente pessoal, abalou o país e implodiu o sistema político vigente. O mesmo ocorreu no famoso JUNHO DE 2013, em todo o Brasil: quem poderia supor que um aumento de R$ 0,20 nas passagens de ônibus causaria aquela incontrolável explosão de rebeldia e indignação que abalou o Brasil? Na verdade a VOZ DAS RUAS estava pronta para explodir...bastou um motivo qualquer...
Na morte de Eduardo Campos, nesse acidente (?) muito esquisito, também. Tinha apenas 9% da preferência de voto nas pesquisas, MAS era o pregador da mudança, o anunciador da Nova Política... Mostrava que era possível sairmos da estreiteza política apresentada pelo PSDB e pelo PT nos últimos anos. De 9% passou para 100% de visibilidade de suas idéias e de suas propostas! A comoção nacional que se seguiu ao infausto desastre culminou com a peregrinação de políticos de todos os matizes até Recife, no velório e enterro com participação espetacular e emocionante da população.
Esse é um Novo Brasil!
As pesquisas que colocam Marina Silva como a provável vencedora nem são tão importantes. Como você, acredito que qualquer que seja o vencedor a política e o país vão mudar. Mudar radicalmente! Deixando para trás essa política mesquinha, cheia de nepotismo, corrupção e de um sistema econômico vergonhosamente (até aqui pacificamente aceito pelos 2 maiores partidos) neoliberal, com os juros mais altos do mundo, com os banqueiros fazendo fortunas e a população literalmente abandonada na assistência à saúde e à educação, com a segurança pública fazendo mais vítimas que os conflitos mundo afora.
Oportuna a sua abordagem. Espero que cause reflexão para nossa população tão passiva e alienada. (luisroberto-souza@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Darcila QuintasDarcila Quintas Tancredo Neves foi outro grande líder muito apreciado pelo povo e que não chegou a assumir o cargo.ebook):
Tancredo Neves foi outro grande líder muito apreciado pelo povo e que não chegou a assumir o cargo.

Postar um comentário