fevereiro 20, 2011

Ah, a esquerda no Brasil...

“Ideologicamente, hoje me sinto mais em casa na América Latina. É o único lugar no mundo em que as pessoas fazem política e falam dela na velha linguagem - a dos séculos 19 e 20, de socialismo, comunismo e marxismo”.
(Eric Hobsbawn, historiador marxista inglês/Folha de S. Paulo, 25/01/2011)

O mundo mudou. Acabou a guerra fria. Desmoronou o império da ex-União Soviética. Caiu o Muro de Berlim. A China é, hoje, a segunda grande potência econômica do mundo (comunismo só para as relações trabalhistas com o povo, para a censura à imprensa, para a ausência de Direitos Humanos e para as eleições e a política sob controle do Partido). O Leste Europeu explode em desenvolvimento sob a égide da liberdade...

Veio a internet. E com ela a globalização e – importante! – a democratização da informação. Aí está a figura emblemática de JULIAN ASSANGE que, através de suas fontes resguardadas, pôs a nu o poder de vários países, deixando claro a displicência , a irresponsabilidade, o juízo rápido e pequeno com que os poderosos de todo o mundo tem exercido as suas funções. O que ocorreu na Tunísia, no Egito e o que ainda vai ocorrer no Iran, no Iêmen e em outras Ditaduras, quer sejam, em suas “fachadas”, de direita ou de esquerda...mas são, SEMPRE, IMPLACÁVEIS DITADURAS a oprimirem as suas populações e a deixarem a zero os Direitos Humanos!

No Brasil a coisa ainda é diferente...Mesmo contando com a evolução do antigo PCB que se transformou no PPS, a realidade não mudou muito por aqui... Aqui, temos todas as gamas de PCs... A bandeira vermelha com a foice e o martelo ainda tremula nas mãos de seus adeptos... É como diz o famoso historiador inglês: “...é o único lugar no mundo em que as pessoas fazem política e falam dela na velha linguagem - a dos séculos 19 e 20, de socialismo, comunismo e marxismo.” E parte da imprensa marrom está presa fácil dos engajados alienígenas...

comunismo/leia aqui

Tanto o PT, teoricamente um partido socialista, quanto o PSDB, teoricamente um partido da social-democracia, quando no exercício do Poder praticaram uma política claramente neoliberal, que deixaria qualquer partido de direita com a sensação de lhes terem roubado as bandeiras políticas. E os juros bancários sempre aumentando...

“DEMOCRACIA MEIA-SOLA”

Aqui, no Brasil, a “esquerda” brasileira, desde a promulgação da CONSTITUIÇÃO de 1988, nos deixou uma verdadeira “democracia meia-sola”. Ou seja, com o atual sistema político vigente é IMPOSSÍVEL o pleno exercício da democracia: partidos de fachada, verdadeiros “balcões de negócios”; desproporcional representatividade dos Estados Federados; Regime Presidencialista, no qual cada novo Presidente da República é um novo REIZINHO a mandar mais que os antigos Soberanos (não se aboliu a Monarquia para que os despreparados de toda espécie, de sociólogo a líder sindicalista, exercessem um Poder quase que ABSOLUTO!); o voto sendo obrigatório enseja a corrupção da parte dos maus brasileiros; o voto sendo proporcional impede o acompanhamento da atuação dos representantes eleitos; e muito, muito mais pontos negativos...

E sobre o tão falado Golpe Militar, em 1964, é preciso uma análise mais real. Como diria um saudoso comediante: “há controvérsia...” Era discutível a força da oposição. E Isso apesar da quebra da hierarquia nas forças armadas, apesar do desgoverno e da “pelegagem chapa branca” com os sindicatos e os estudantes. A mobilização dos revoltosos era duvidosa. Mesmo com a população pedindo a queda do governo de João Goulart, na Marcha dos Cem Mil, ainda havia controle da situação.

O que houve mesmo foi a fuga do Presidente João Goulart ( fuga, sim, mesmo porque seu genro e então Governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, tinha um esquema de resistência a qualquer Golpe de Estado). O Congresso Nacional elegeu o Marechal Castelo Branco, pelo voto indireto, como Presidente do Brasil. E, para isso, contou com o voto do antigo PSD e, portanto, de suas mais expressivas lideranças que, depois, formaram o então MDB. E contou com o voto e a “bênção” de JK, que indicou o seu correligionário e primo, que foi eleito Vice-Presidente da República do 1º Governo do Regime Militar: José Maria Alckmin.

Brincar de democrata não é o forte desse pessoal que está há mais de 30 anos posando de oposicionista histórico... E para encerrar, vamos repetir o que dissemos sobre o papel da União Nacional dos Estudantes – UNE, no artigo “Juventude Despolitizada”, onde está claro o uso da “fachada de esquerdista” para faturar benesses do Poder Político; em outras palavras, para exercer o peleguismo:

“Hoje, a história é diferente...Hoje, a UNE perfila obediente ao Poder Político que comanda o país. Até sede milionária o Governo Federal vai proporcionar aos seus aliados “mudos” e solícitos. Somente no final do des-governo de João Goulart a UNE vivenciou um período tão explícito de peleguismo...

UNE/leia aqui

E, hoje, a história é mesmo diferente. Há muitos anos a combativa e atuante UNE, transformou-se em “reserva de mercado” de grupo político que a utiliza para continuar a “mamar nas gordas tetas do governo”. É um grupo político que se diz comunista... O certo é que se Fidel Castro e Che Guevara dependessem desse tipo de “companheiro” para a tomada do poder, até hoje estariam em Sierra Maestra... A Revolução Cubana não teria acontecido e nem completado 50 anos...

doença infantil/leia aqui

O jornalista Sergio Augusto, no jornal “O Estado de São Paulo”, de 26/07/2009, escreveu, com referência à UNE, um artigo definidor, “Um portal histriônico da juventude”, e descreve com acerto:

“Seu recém-eleito presidente, Augusto Chagas, 27 anos, estudante profissional assumido, é o décimo filiado do Pc do B a assumir o cargo, persistência dinástica inigualada por qualquer outra facção de esquerda nos 72 anos da UNE. O que não seria preocupante, não fosse o PC do B um partido tão antiquado, tão ideologicamente velho...”

Resumindo: sem ilusões quanto às posições de esquerda ou de direita, resta ao brasileiro a convocação de uma ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE para a realização das reformas necessárias – especialmente a REFORMA POLÍTICA – A MÃE DE TODAS AS REFORMAS !

E deixando o alerta e afastando de vez essa farsa de Reforma Política que a figura folclórica do presidente do Senado Federal, José Sarney, está “montando” para o Governo Federal... A tão esperada Reforma Política corre um sério risco de ser transformada na “reforma política do PT” ... com vida curta e credibilidade zero, sob os auspícios daquele fiel “companheiro” que acompanhou Lula até São Bernardo!!!

Palavra Final: O atual Congresso Nacional NÃO tem PODER CONSTITUINTE !!!

5 comentários:

Ródrio disse...

Post maravilhoso - gostei muito. Acho que nosso país ainda vive um regime que não é para todos. O agravante de tudo isso é a CORRUPÇÃO. Max disse que "enquanto houver exploração capitalista, ja mais haverá igualdade social", mas a corrupção é uma das asas da desigualdade.Isso é uma desgraça para qualquer nação. Democracia plena, ainda não vivemos. Forte abraço, amigo.

Anônimo disse...

Eu vi na propaganda política, o candidato Serra sentadinho ao lado do João Goulart – o pior e mais incompetente presidente da República que o Brasil já teve! Ele era presidente da UNE mas adorava o PODER...Depois como senador, tinha como suplente o poderoso Piva da FIESP e, quando foi prefeito e governador, carregava o Matarazzo pra lá e pra cá. Vá gostar assim dos Ricaços...Acho que é o que chamam de “político/alpinista social”, só pode ser..
(bastosgustavo32@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Essa esquerda do Brasil é coisa séria. O Lula, o FHC, o Serra, só pra citar os mais conhecidos viviam elogiando o JK que nos deu uma dívida que até o hoje o país sofre para por as contas em dia...Então, precisam elogiar também o Armando Falcão que foi o Ministro da Justiça de JK e só queria cassar e ferrar a oposição e, depois, foi ser o poderoso Ministro da Justiça do Regime Militar. Esse pessoal não entende nada de política e de Brasil. O LULA falou que nas últimas eleições não teve candidato da direita...E pra quê? Ele e o FHC já fizeram, por 16 anos, governo para os ricos e para os banqueiros, uma política neo-liberal, pra quê um candidato da direita? Seria concorrência desleal...rs rs RS
(carlosantoniomascarenhas@yahoo.com.br)

Anônimo disse...

Isso mesmo, o mundo mudou e muito! A China de comunista não tem nada...Quando se vê um produto da China tem que saber entender: é produzido na China porque lá a mão de obra é baratíssima, mas por trás está o capitalista gringo!!! Conheço um empresário, brasileiro mesmo, que está montando fábrica no Camboja, que seria ainda mais interessante que a China para investir (mão de obra barata, incentivos fiscais, financiamento estatal, etc.). O mundo é uma concha, é a Aldeia Global. Por isso, falar em esquerda e direita é conversa mole pra boi dormir... Comunista hoje, só com o holerith na mão: tá todo mundo empregado aqui nesta terra de Santa Cruz...
(jair.castro66@yahoo.com.br)

rebloggando-requeri disse...

a mão de obra não deveria ser barata. a mão de obra é barata pq é pago por ela o valor conveniente ao pagador.

e o eric hobsbawn tem um dinossauro como bichinho de estimação e a sua frase, sobre sentir-se à vontade na américa latina, foi um elogio ao lula.
não lhes gabo o gosto.

Postar um comentário